A origem do Urubu como mascote do Flamengo

Poucas pessoas sabem, mas o primeiro mascote do Flamengo foi o Marinheiro Popeye. Isso acontece devido a origem do clube, no mar, como um time de regatas.

A mudança para o Urubu, só ocorre na década de 1960. Na ocasião, os torcedores rivais, aqui no Rio de Janeiro, chamavam os rubro-negros de “urubus”. 


Isso acontecia porque a grande maioria dos torcedores do Flamengo era composta por negros. Os rivais inclusive adaptaram uma marchinha, que zombava do fato de “um time de urubu querer ser campeão”.




Isso por muito tempo de discussão, até que em 31 de maio de 1969, um torcedor do Flamengo decidiu levou um Urubu para um jogo entre Flamengo e Botafogo, no Maracanã. Na ocasião, este era o clássico de maior rivalidade no Rio.


Só que o Flamengo não vencia o rival há quatro anos. O torcedor então soltou o urubu na arquibancada, com uma bandeira presa na pata. 


A torcida Rubro-negra então fez a festa e passou a gritar “é urubu”. O time ganhou aquele jogo por 2 a 1. Depois disso, o cartunista Henfil passou a usa-lo em charges esportivas e o Urubu foi adotado como mascote do Flamengo.


Veja também: A origem racista do termo "mulambo".